Conversando sobre Reiki, clarividência, obsessores, contenção e reconstituição de corpos espirituais...

Temos fóruns de debates sobre Reiki e manipulação de energia, em áreas reservadas para nossos alunos.

 

Essa foi uma das postagens de hoje:

 

Aluna1: Mestre Jairo, muito boa tarde. Estou aqui escrevendo porque existe um caso um tanto misterioso, mas verídico que o mestre talvez possa esclarecer.

 

Tudo ocorreu durante uma conversa num círculo de pessoas. Um dos integrantes, ao olhar para o rosto de uma outra que ali estava conversando, percebe uma estranha deformidade na região da boca. O sujeito, muito assustado, pensando tratar-se de alucinação ou delírio (apesar de não estar bêbado nem utilizado drogas de quaisquer tipos), esfrega fortemente os olhos com as mãos e depois observa devagar e cuidadosamente ao seu redor. Nenhuma anomalia no ambiente ou nas feições das outras pessoas presentes foi percebida.

 

Ele solta um suspiro profundo de alívio e, então, retorna feliz o olhar para a dita cuja.

 

Porém, para a sua surpresa, lá continuava aquela imagem surrealista!

 

Agora, ciente de que não se tratava de nenhuma alucinação, delírio ou ilusão de ótica, a atenção do sujeito foi redobrada para se captar os detalhes do fenômeno.


Então percebeu -se que aquilo parecia ser uma espécie de segunda boca, mas bem menor, semelhantes aos lábios leporinos, formada pela distorção da boca original e sobreposta a ela, abrindo e fechando, proferindo palavras como se fosse a original. E aquela boca continuava a falar, falar e a falar...

 

Qual ou quais as explicações aceitáveis nesta situação, Mestre Jairo?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jairo Pereira: clarividência de quem viu e possível sequestro de duplo etérico da pessoa deformada ou camuflagem.... No caso de sequestro, é a incorporação de alguém no corpo físico da pessoa, teria que saber mais para explicar melhor.

 

 

Aluna1: Mestre, sabe-se que num dos quartos do apartamento onde vive aquela pessoa aconteceu um tempo antes, um triste caso de suicídio por enforcamento (o suicida, um rapaz novo, na época inquilino, se utilizou de um cabide de arame preso a uma alavanca de janela para consumar o ato...), e não muito tempo depois, a subsequente e inesperada morte do sogro dela no referido apartamento...


Essas informações ajudariam na análise?

 

Como ocorreria essa camuflagem, Mestre?

 

 

Jairo Pereira não é camuflagem então, é acoplamento, uma incorporação constante, uma simbiose entre o vivo e o suicida, que está obsidiando o "hospedeiro", colando por completo no corpo do mesmo.

 

 

ALUNA1: Mestre Jairo, existe algum método para se controlar clarividência? Digo, tal qual um interruptor de liga e desliga ou isso seria uma ideia praticamente inviável?

 

 

Jairo Pereira: Se lhe mostraram, é para você ver... normalmente quando "piscamos", o que vimos já não está mais lá... obsessores, por exemplo, sabem como pular de uma dimensão para outra e se percebem que estão sendo vistos, mudam de plano, agora pessoas comuns, que apenas deixaram seus corpos físicos ao desencarnarem, muitas vezes nem percebem nossa presença, pois não estão interessadas em nós, mas no que lhes mantem no plano terreno...

 

Já vi gente indo trabalhar, com mochila nas costas, carregando notebook e tudo mais, mas não era físico, pisquei e já tinha mudado de vibração, não vi mais...

 

É bem mais comum vermos quando estamos trabalhando com os planos sutis, enviando Reiki, por exemplo. E se a pessoa tem esse dom, que o utilize sempre para o bem, é uma questão de se acostumar, pois apenas na crosta terrestre, existem 20 desencarnados vagando, perambulando sem ter para onde ir, para cada humano na matéria...

 

Soma-se a esse total os que estão em dimensões negativadas e teremos uma ideia do que acontece....

 

Ahhh... Você até pode pedir para parar de ver, muitos fazem isso, mas...

 

É uma questão de programação de encarnação, se não cumprirmos a tarefa aceita antes de nascermos, a vida se encarrega de colocá-la na nossa frente novamente, nesta ou em uma vida futura...

 

 

Aluna1: Mestre, uma outra pergunta aproveitando a discussão sobre seres desencarnados e negativados :
Um vulto que é visto refletido numa superfície metálica ( no caso em questão, a superfície de um aquecedor elétrico ), mas que se torna invisível quando o olhamos diretamente, e que se movimenta flutuando num determinado sentido na altura do teto, tal qual uma névoa branca acinzentada com uma cabeça redonda e grande e sua face é composta por três borrões escuros e grandes nos lugares onde deveriam se encontrar os olhos e a boca ( a primeira impressão seria, talvez, a de um crânio desfocado ), sem braços e nem pernas aparentes. O que poderia ser essa entidade?

 

 

Jairo Pereira: É um corpo perirspiritual que perdeu a forma do corpo físico, apesar de continuar como humanoide, é degeneração, por isso temos que reconstituir os corpos espirituais deles depois que os colocamos em uma pirâmide, é um ato de misericórdia, para que voltem a ser humanos... eles assumem as mais diversas aparências, todas repugnantes...

 

Imagina viver assim na morte, todo deformado, por décadas, séculos...  Veja a postagem sobre isso no blog: Reiki-no-Astral

 

 

Aluna2: Nossa! Quanta informação! Deve ser mto triste tudo isso mesmo.

 

Uma dúvida que me surgiu desse assunto todo: como é feita a reconstituição dos corpos, mestre?

 

 

Jairo Pereira: Fazemos isso toda quarta, depois de prende-los na pirâmide cristalina!

 

Na verdade, nossos mestres usam a energia "adensada" pelos nossos corpos físicos e a distribuem para quem precisa, é o mesmo mecanismo da incorporação para a reconstituição do perispírito que acontece nos centros kardecistas, onde o espirito "sofredor" incorpora no médium e pelo choque anímico, recebe a energia vital do mesmo, reconstituindo o corpo sutil do espirito desencarnado, mas a diferença é que o médium kardecista doa o "ectoplasma" dele para o espirito que incorpora e com isso, o corpo humanoide dele é refeito, só que gastando a energia do médium e nós reconstituímos os corpos de dezenas, centenas, simultaneamente, sem gastarmos a nossa energia e nem precisamos de uma "corrente de sustentação" para isso.

 

Já participei de diversas dessas correntes, quando ajudava em centros kardecistas, mas um Mestre Reiki pode caminhar sozinho pelos vales da Morte...

 

Só não deixem seu ego assumir, pois a quem muito sabe e muito tem, muito será cobrado, portanto usem com sabedoria essa energia infinita que vocês têm agora.

 

Aluna2: Ainda bem que existe gente do bem....

 

Ainda que eles tenham feito tanto mal, ainda assim merecem o perdão e luz para procurarem seu caminho, né?

 

Gratidão, Mestre!

Agora uma reflexão:  você se alimenta diariamente, certo? Come, bebe água, toma banho, vai ao banheiro, escova seus dentes, penteia o cabelo etc...

 

Em outras palavras, você cuida do seu corpo físico! Mas, e os demais? Entre na nossa biblioteca virtual e assista os vídeos sobre corpos astrais, desdobramento e obsessores.

 

Quer saber como manter seus chakras equilibrados, limpos e não depender de mais ninguém para cuidar deles? Seja um Mestre Reiki! Se eu consegui, todos conseguem!

 

Veja o conteúdo dos meus cursos aqui.  

 

Estarei te esperando!

 

Namastê!